segunda-feira, julho 04, 2005

Nua



É assim que fico e é assim que me sinto quando estou contigo.
No quarto 108 do Hotel, foi assim que ficámos...loucos de prazer, depois calmos e abraçados. E é só isso que peço, não quero saber da tua vida, do teu trabalho nem dos teus problemas, só quero que me abraces.

Está a ser difícil ignorar o que é óbvio e tu não estás a ajudar.
Há dias em que me parece tão simples aceitar-te como és...

Hoje, definitivamente, não é um deles.

Porquê?



Porque é que dizes que gostas de mim ? Porque é que me abraças sempre com tanta força e me possuis como se não houvesse amanhã? Porque é que não te calas e desapareces da minha vida de uma vez? Porque é que eu não te consigo dizer que não te quero ver mais, que me fazes mal e que a maneira como vives a tua vida me magoa como um punhal no coração? Porque é que és egoísta? Porque é que tens essa maneira tão estúpida de gostar de mim? Porque é que me incluis na tua vida se depois passo sempre para segundo plano? Porque é que prometes coisas que não cumpres ?

Por favor, desaparece...