quarta-feira, dezembro 28, 2005

Tá tudo doido.

04.47 a.m.


Eu -tou?
Ele -tou, é a mulher da minha vida?
Eu - quem fala ?!
Ele - é a mulher da minha vida?
Eu - quem fala ?!?!
Ele - é ou não?
Eu - não sei, acho que não, mas quem fala???
Ele - mas é a mulher da minha vida ou não?!
Eu – Sim, sou…
Ele – Então já sabes quem fala?
Eu – Carlos, tu tas bêbado?
Ele – Tou, muito. Estavas a dormir?
Eu – Estava, claro.
Ele – Mas eu ainda não cheguei!
Eu – Pois, distraí-me, adormeci….
(…)
Ele – Porque é que nunca mais desceste quando eu vou aí à empresa?
Eu – Porque não me avisam que cá estás….
(…)
Ele – Quando estiver a chegar dou-te um toque.
Eu – Tá bem.

04.54 a.m

Eu – Tou?
Ele – Já cheguei, abre a porta.
Eu – O quê?!
Ele – Já cheguei …
Eu – Ai sim?! Então sobe…
Ele – Não sei o andar.
Eu – Carlos, tu nem sabes onde é que eu moro…!!!!
Ele – Mas queres que vá aí ou vou para casa?
Eu – Vai para casa …