segunda-feira, janeiro 09, 2006

Arrependi-me.

Mortalmente.
Não tem nada a ver comigo e não me atraiu minimamente.
Não tinha o sentido de humor que eu gosto, não tinha o corpo que eu gosto, não tinha os olhos que eu gosto, não tinha as gargalhadas que eu gosto.
Escapei-me assim que pude, graças a Deus o Benfica dele jogava às 18:30. (era um sinal, o homem da minha vida tem de ser do Sporting) A caminho de casa, vim devagarinho pela marginal a pensar o que raio ando a fazer neste planeta.
Sem saber muito bem o que fazer e com as lágrimas a caírem-me da cara, dediquei-me á minha terapia: cozinhar…passeio no supermercado, fiz umas compras e assim que cheguei agarrei-me ao fogão.
Jantei com a A. que saiu logo a seguir para ir ter com a sua nova paixão.
Sozinha em casa, peguei na única coisa que me ligava ao mundo: o telemóvel…Desejei boa viagem a um amigo e resolvi ver um filme. Pela 698ª vez, vi o Dirty Dancing - em vez do Pretty Woman que já vi 867 vezes. Chorei assim que vi o Patrick Swayze dançar e só parei quando o filme acabou.
Fui para a cama mas não dormi.

Moral da história: nunca mais ir beber café com um rapaz sem o conhecer e sem ver pelo menos 10 fotos diferentes e em 200% no Microsoft Picture Manager.