quarta-feira, janeiro 25, 2006

I don’t want nobody















I don’t want nobody,
I don’t want nobody baby,
But you!
There’s something about your body,
It’s got me thinking ‘bout nobody,
But youuuuuu!
Gosto tanto desta música, gosto tanto de cantar…
Por falar em cantar…ontem ia eu na rua aqui por Lisboa e passo por um prédio que tem estado em obras pelo menos há uns bons 2 anos, quando oiço os moçoilos nos andaimes cantarem assim:
“Hey sexy lady… Hey sexy lady… Hey sexy lady… ”
Não sabiam o resto da letra, claro… Passar por aquela rua é sempre giro, aqui há uns tempos, ia eu com as minhas calças de cabedal e um mecânico veio á porta da oficina dizer:
“Olha! A Tiazinha voltou a Portugal!”
Há piropos engraçados, há sim senhora!


Quanto ao resto, prá’qui ando…uns dias melhor, outros pior.
O fim-de-semana foi calminho como eu gosto, acordar ás tantas, tomar o pequeno-almoço à janela, sair para beber café … ver os filmes todos da TV, ir ao supermercado, fazer o jantar… tomar banho, escolher a toilette e sair por aí para dançar e rir com os amigos.
E olhem que há amigos que não percebem que não passam disso mesmo. Só me saem é duques… os armados em engraçados, os chatos, os convencidos, os feios, os peludos, os magros, os menos asseados, os Brasileiros e por aí a fora
Acho que já estou tão desabituada que fiquei com aversão a homens. É que não tenho mesmo paciência para nenhum.
Isto preocupa-me!

Foto roubada no sítio do costume: www.olhares.com