quinta-feira, junho 22, 2006

Obrigada

Estou desde ontem a pensar no que hei de escrever. Depois de um post tão triste, se viesse explicar o quanto sou feliz, provavelmente quem lê iria achar que enlouqueci. Foi então que li o comentário e um post do ti toi.
As pessoas escrevem quando estão tristes, já se tem falado muito sobre isso.
A diferença é que as raparigas são inseguras, imaginam coisas, são dramáticas e radicais, tentam culpar alguém e acabam sempre a culparem-se a elas próprias. Umas com razão, outras nem tanto.
Há as que percebem que afinal estavam a exagerar, as que têm razão e as que não percebem nada de nada.
E também acho impossível que todas tenham tido azar! Mas afinal, o problema é das raparigas ou dos rapazes?

A moral da história aqui é que os blogs também devem servir para expressar a nossa felicidade.
E se o meu serviu para a tristeza de segunda-feira, hoje serve para dizer que já passou. Que me fazes muito feliz. Que te amo.